Horas Trabalhadas

julho 30, 2012 às 5:24 pm | Publicado em Trabalho | 1 Comentário
Tags: , , , ,

 

Bom existem diferenças entre cias e ainda exceções, mas normalmente, quem é do setor do restaurante, trabalha todas as refeições. Café da manhã, almoço e jantar. O que dá cerca de 10h por dia. As vezes menos, as vezes mais. Na Pullmantur nós temos um time card, que é como um cartão de ponto, que sempre marcamos a hora do check in e do check out, todos os turnos, todos os dias. E no final de 7 dias, a gente entrega o preenchido, e começa um novo.

A escala sai de um dia para o outro. No final da noite, quanto o segundo turno do jantar está da metade para o final, a escala do dia seguinte é colocada no mural. Assim a gente já sabe qual os horários de café e almoço em que vamos trabalhar. O horário do check in para o jantar normalmente é o mesmo todos os dias, só muda caso haja algum meeting ou treino, então é colocado um aviso na hora do almoço nesse mesmo mural.

A carga horária é algo entre 2h e 2h30 no café da manhã. Mais 2h a 2h30 no almoço. E mais 5h30 no jantar, pois são dois turnos.  A carga horária do café da manhã e almoço, varia conforme a necessidade. Se há muito movimento, se trabalha mais. Mas se há pouco a se fazer, nos liberam mais cedo. Já no jantar, você pode ir embora quando termina o que tem que fazer.

Existe posições que trabalham mais horas e outras que trabalham menos. Assim como existem cargos que ganham mais e outros que ganham menos. E os horários de trabalho diferem muito de um departamento para o outro. Mas normalmente trabalha-se algo entre 8h a 12h quando se está a bordo. Sem dia de folga!

Nós do restaurante, o máximo que conseguimos, quando o maitre permite, é um luch off, que é um almoço livre.

Anúncios

Sea Fever

julho 28, 2012 às 7:22 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

by John Masefiedl’s
I must down to the seas again, to the lonely sea and the sky,
And all I ask is a tall ship and a star to steer her by,
And the wheel’s kick and the wind’s song and the white sail’s shaking,
And a grey mist on the sea’s face, and a grey dawn breaking.

I must down to the seas again, for the call of the running tide
Is a wild call and a clear call that may not be denied;
And all I ask is a windy day with the white clouds flying,
And the flung spray and the blown spume, and the sea-gulls crying.

I must down to the seas again, to the vagrant gypsy life,
To the gull’s way and the whale’s way where the wind’s like a whetted knife;
And all I ask is a merry yarn from a laughing fellow-rover
And quiet sleep and a sweet dream when the long trick’s over.

Minha Cabine no Sovereign

julho 8, 2012 às 12:04 am | Publicado em Navios | 6 Comentários
Tags: ,

Eu tive duas diferentes cabines. A primeira, das fotos, era menor e com uma localização duvidosa. Nós chamávamos, carinhosamente, o nosso corredor de favela. Lá era o lugar problemático. Sempre ocorriam vazamentos que alagavam o corredor, e às vezes até cabines. Então quando tive oportunidade, coloquei minhas coisas dentro da mala, e fomos eu e a cabinmatte para uma cabine melhor. Essa cabine era pequena, tanto que nem tínhamos cadeira, e um pouco quente. O que eu não curti é que tinha carpete no chão, ou seja, ruim de limpar. Perfeito para quem tem asma. NOT! E também nenhuma das gavetas tinha lugar para trancar com o cadeado, o que é bem ruim, já que moramos com alguém que não conhecemos e as pessoas que fazem manutenção podem entrar em nossa cabine a qualquer hora, mesmo que não estejamos por lá.

Mas também tinham coisas boas, como o frigobar! *_* Adorava ter a minha Coca-Cola e a minha água geladinha. Fora as coisinhas que comprava na rua como cream cheese, iogurte, suco e chocolate. Outra coisa boa é que a chave da cabine é o seu crew pass, ele funciona pra tudo, ai não precisa carregar mais de um cartão.  Nesse contrato, a minha chave nunca desmagnetizou. E eu só tranquei ela dentro da cabine uma vez em seis meses. É uma vitória, já que isso acontecia o tempo todo no contrato anterior. Rs.

Conheça os Uniformes de Ass. Waiter da Pullmantur e da Costa

julho 7, 2012 às 8:36 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , ,

Esse é o uniforme do jantar de assistente waiter. Essa doma preta nós usamos quase todos os dias da semana no jantar, exceto na noite tropical e na noite de gala, onde os uniformes são diferentes. Aqui, homens e mulheres usam calça preta, todos os dias, café da manhã almoço e jantar. O sapato também é preto e dever ser antiderrapante, pois sempre estamos dentro da cozinha, onde tem muita água e é bem escorregadio. Também faz parte do uniforme um ‘safety belt’, que é um tipo de cinta elástica com sustentação, que dá apoio a coluna vertebral. Esse é utilizado pois carregamos bastante peso nas bandejas, e é bastante útil. Além da name tag, é claro.

Esse é o uniforme de trabalho no buffet, que usamos a qualquer hora do dia que estamos por lá, café da manhã, almoço ou jantar. Também é o uniforme que usamos na noite tropical (para jantar e buffet tropical. A camisa florida tem suas variações de acordo com o barco da Pullmantur. Essa minha, por exemplo, também é usada pelo pessoal do Bar.

E esse é o uniforme utilizado nas noites de gala. É uma camisa branca de botão, um colete preto e uma gravata dourada. De longe meu uniforme preferido.  Acho muito mais bonito, apesar de ser bem quente e sujar com mais facilidade. Ainda faltou uma foto do uniforme branco do café da manhã e almoço no restaurante, que é como o preto da primeira foto, só que branco! Rs

Sobre a Costa, eu já tinha mostrado aqui o uniforme do dia, usado no buffet. Na Costa as mulheres usam saia preta, meia calça preta e sapato preto o tempo todo e os homens usam calça. Ambos usam a camisa de botãp branca em todos os uniformes. As variações são as gravatas e coletes. No canto a esquerda você pode ver o uniforme da noite italiana, que é um avental branco com o mapa da Itália e uma gravata borboleta vermelha e verde. Seguindo no sentido horário vem o uniforma da noite tropical, que é um colete estampado com folhas e uma gravata borboleta preta. Depois o uniforme para a primeira e última noite do cruzeiro, que é o paletó vermelho com a gravata borboleta da mesma cor.  A seguir, o uniforme da noite romântica, que é o colete azul com a gravata borboleta branca. E finalmente, o uniforme da noite de gala, que é o colete preto com a camisa branca de pregas e a gravata dourada. Nessas fotos ainda faltam o uniforme diurno do restaurante, que é um terno branco com gravata borboleta da mesma cor, e o uniforme de limpeza, que é um tipo de jaleco cinza. Na Costa, além da name tag, que contém o nosso nome, função, o lugar de onde viemos e a bandeira do nosso país, existe um pin  que também faz parte do uniforme e é de uso obrigatório em qualquer uniforme.

Como Montar o Setup da Mesa

julho 6, 2012 às 5:25 am | Publicado em Rotina | Deixe um comentário
Tags: ,

O setup da mesa é de responsabilidade do garçon e de seu assistente. Cada um faz uma parte, e tudo fica pronto. Como dá para ver na foto acima, tem copos para água, taças para vinho, guardanapos de pano, os menus de vinhos, as mantegueiras, os side plates, um garfo e uma faca para entrada, um garfo e uma faca para o prato principal, um garfo e uma colher para sobremesa. O restante dos talheres só entra do decorrer da  refeição.

O que um assistente de garçom faz?

julho 5, 2012 às 5:24 am | Publicado em Rotina | Deixe um comentário
Tags: , , ,

 

Basicamente, carrega bandeja. Nessa foto ai de cima, você pode sentir o tamanho da bandeja. Ela tem o formato oval, e ela sozinha, sem nada, já pesa um pouquinho. Creio que quase 1kg. Mas na real, a gente carrega a bandeja com algo entre 10 e 14 pratos, no máximo. Existem cias que permitem um pouco mais, na verdade vai do maitre, no Sovereign eram permitidos 12 entradas, 12 sobremesas ou 10 pratos principais. Como na foto abaixo.

Mas não é só de carregar bandeja cheia que vive um assistente de garçom. Essa é apenas um dos tipos de bandeja que nos acompanham. Esse oval grandona é a ‘big tray’, ainda tem a redonda pequena que é a ‘bandeja de assistente, que usamos para trazer as bebidas da cozinha e servi-las. E por último, ainda tem uma retangular menor, quase como uma bandeja do Mc Donald’s, que usamos para recolher material sujo no buffet e piscina.

A rotina de um assistente consiste em basicamente três partes: café da manhã, almoço e jantar. Podendo ser adicionado, de acordo com a rotação, mais uma, que é o midnight buffet. O café da manhã pode ser no buffet, onde o guest se serve, e nós cuidamos apenas da reposição de pães, cereais, iogurte, frutas, queijos e frios ou da limpeza das mesas. E ainda pode ser no restaurante, onde a refeição é servida na mesa pelo garçon, assim como as bebidas servidas pelo assistente. Já o almoço, normalmente acontece só no buffet, pois quase nunca fica muita gente no navio, então nem tem porque abrir mais de um lugar, então fazemos o mesmo do café, reposição de queijos, frios, pães e saladas ou limpamos as mesas.

Já o jantar é um capítulo a parte. Normalmente, chegamos no restaurante 1h antes do primeiro turno ser aberto. Nesse meio tempo, entramos na fila para pegar nosso material, a bandeja de assistente, as jarras de água e as cestinhas de pão. Depois vamos encher as jarras com água. Colocar os guardanapos nas cestinhas e pegar pão quentinho na padaria. Isso tudo fica lá no seu side stand, esperando seus passageiros chegarem. Quando eles chegam, os assistentes são encarregados de servir água e pão, e anotar e trazer o pedido das bebidas, enquanto o garçom anota o pedido das comidas. Depois é a parte mais pesada, hora de trazer os pratos da cozinha. Primeiro as entradas, depois os pratos principais, e antes da sobremesa, mais uma rodada de bebidas. Entre uma ida na cozinha e outra, ajudar o garçom a recolher os pratos sujos da mesa, para que você possa levar. Ir de mãos abanando para a cozinha que dizer uma viagem a mais no final. Quando os passageiros terminam a sobremesa, hora de checar se está tudo bem, se querem alguma coisa a mais. Se está tudo certo, você começa a preparar água e pão para o segundo turno. Se já é o segundo turno, hora de esvaziar e lavar tudo para devolver ao locker. Quando os guests finalmente se levantam, você recolhe os copos sujos, põe pra lavar num hack para taças que você já trouxe da cozinha, e leva para lavar. Os copos de refrigerante ficam na cozinha, e os copos de água e  as taças de vinho voltam para a mesa. Mas antes de colocar na mesa, tem que polir! E deixar a mesa prontinha para o próximo turno, ou para o dia seguinte.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.